Os desempenhos do Centro de Formação Náutica encorajaram o Governo a desenvolver ainda mais o setor marítimo na economia cabo-verdiana, com uma nova instituição de maior alcance.
O Decreto-Lei n.º 40/96, de 21 de outubro de 1996 oficializou a criação do Instituto Superior de Engenharias e Ciências do Mar (ISECMAR), com sede em Mindelo, São Vicente. Conforme indicado nos textos oficiais, a sua missão consiste na “formação de pessoal nas áreas de engenharias e ciências do mar a todos os níveis” e na “realização de atividades de investigação e desenvolvimento experimental no domínio da ciência e tecnologia”, mas também “ministrar cursos noutras áreas”, entre outros.

De realçar também que os textos preveem uma oferta diversa de cursos e formações, nomeadamente:

  1. Formação superior nos diversos ramos das Engenharias e Ciências do Mar;
  2. Cursos que habilitam ao exercício de funções marítimas das classes de mestrança e marinha, da Marinha Mercante e das Pescas;
  3. Cursos no domínio da administração portuária e dos transportes marítimos;
  4. Cursos profissionalizantes de Radiotécnica e de Electrónica nos domínios marítimo, aeronáutico e de telecomunicações;
  5. Cursos de pequena duração, creditáveis com certificados e diplomas adequados;
  6. Cursos de actualização, reciclagem, especialização, aperfeiçoamento ou reconversão profissional;
  7. Trabalhos de investigação e desenvolvimento experimental nos domínios da ciência e da tecnologia;
  8. Outras atividades que se mostrarem convenientes no âmbito do desenvolvimento económico de Cabo Verde;
  9. (…) Estudos e prestação de serviços, contribuindo para o desenvolvimento da comunidade (cf. n.º 1 do art.º 3º dos Estatutos).

Deste modo, o ISECMAR proporcionou a Cabo Verde uma instituição formativa de alto nível no setor marítimo.

Para mais informações sobre o Instituto Superior de Engenharia e Ciências do Mar, consulte as páginas 84-98 do livro de Bartolomeu Varela, “A evolução do ensino superior público em Cabo Verde: da criação do Curso de Formação de Professores do Ensino Secundário à instalação da Universidade Pública” (Edições Universidade de Cabo Verde & Bartolomeu Lopes Varela, 2013), acessível online através do link.

Uma das primeiras preocupações das autoridades educativas após a independência foi a capacitação de professores para o ensino secundário, considerando que nesse domínio se dependia da cooperação estrangeira e do recrutamento local de docentes sem qualificação adequada. Assim, o projeto do "Novo Sistema de Ensino” foi criado para exprimir “a necessidade de uma transformação profunda do sistema de educação deixado pelo regime colonial”. Este projeto previa recomendações neste sentido, em particular para melhorar o ensino secundário e definir o funcionamento da nova escola de formação de professores.

Com este mesmo objetivo de reforçar o ensino secundário, foi instituído na Praia o Curso de Formação de Professores do Ensino Secundário, sob a tutela do Ministro da Educação e Cultura, pelo Decreto n.º 70, de 28 de julho de 1979.

Para mais informações sobre a Escola de Formação de Professores, consulte as páginas 20, 37, 40 e 43 do livro de Bartolomeu Varela, “A evolução do ensino superior público em Cabo Verde: da criação do Curso de Formação de Professores do Ensino Secundário à instalação da Universidade Pública” (Edições Universidade de Cabo Verde & Bartolomeu Lopes Varela, 2013), acessível online através do link.

De acordo com os Estatutos da Universidade de Cabo Verde promulgados em 11 de janeiro de 2016, a Uni-CV está estruturada em órgãos, unidades orgânicas e serviços.

novo-campus-2021.png

3 Faculdades

2 Escolas

4650 Estudantes

280 Docentes

A Universidade de Cabo Verde é a maior e mais prestigiada universidade do país, juntando milhares de estudantes e centenas de docentes numa comunidade académica rica e dinâmica. Nesta seção, pode encontrar as informações essenciais da nossa instituição, em particular sobre as Faculdades e Escolas e sobre os nossos serviços.

Universidade de Cabo Verde

A Universidade de Cabo Verde é um centro de ensino, ciência e tecnologia e de criação, difusão e promoção da cultura que articula o estudo e a investigação, de modo a potenciar o desenvolvimento humano, como factor estratégico do desenvolvimento sustentável do país.

Faculdades e Escolas

A Universidade de Cabo Verde dedica-se a diferentes áreas de conhecimento, dividindo-se atualmente em três (3) Faculdades e duas (2) Escolas Superiores.

Os nossos serviços

São unidades especializadas de apoio técnico e logístico aos órgãos de gestão e de governo da Universidade e às unidades orgânicas no desempenho das suas funções.