formação.ABACO

Entre os dias 12 e 14 de outubro, o Instituto Tecnológico das Canárias (ITC) realizou sessões de formação prática sobre a análise microbiológica da areia como “formação de formadores” dirigida aos técnicos de Cabo Verde.

A responsável pela área de micologia e qualidade do Laboratório Veterinário Regional dos Açores, Dra. Valentina M.M. Santos, e bem como a professora Denise Colito e a técnica responsável dos laboratórios de Biologia, Risélly Bettencourt, ambas da Universidade de Cabo Verde, deslocaram-se ao laboratório do Departamento de Águas do ITC para concluírem a sua formação na análise microbiológica da areia das praias.

Foram realizadas amostragem de areia das praias para análise da presença de E.coli e enterococos intestinais, utilizando técnicas de NMP (Número Mais Provável) e filtração por membrana. Por outro lado, foi analisada a presença de fungos (leveduras, filamentosos e dermatófitos), identificando as espécies por microscopia ótica e testes bioquímicos. Além da Dra. Valentina Santos, a Dra. Juana R. Betancort, chefe de seção do Departamento de Águas do ITC, também participou da formação.

Nos próximos meses, a UniCV, em coordenação com o Instituto Tecnológico das Canárias, iniciará a primeira campanha de avaliação da qualidade microbiológica da areia, da qualidade das águas balneares em duas praias muito frequentadas da Ilha de Santiago, todas enquadradas na atividade 2.1.1 -Ações para melhorar a qualidade das águas costeiras das regiões do projeto ABACO, cujo objetivo final é garantir a segurança nas praias balneares à população local e turística.

O projeto ABACO, melhoria da qualidade das águas costeiras e balneares da Macaronésia, é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Cooperação Interreg MAC 2014-2020.

Mais informações sobre o projeto em https://proyectoabaco.itccanarias.org/es/