Card_prorrograda2x.png

As inscrições para a terceira edição do programa Bolsa Cabo Verde Digital (BCVD) foram prorrogadas até o dia 24 de abril. À semelhança das duas edições anteriores, mais 50 empreendedores, promotores de 25 projetos e soluções de base tecnológica serão beneficiados.

Ao longo dos três meses (tempo de duração do programa) os promotores beneficiam de ações de capacitação, com o objetivo de promover o desenvolvimento de competências essenciais para a elaboração de um plano de ação, visando ao sucesso do empreendimento. O apoio inclui ainda pré-Incubação e mentoria, em organizações estabelecidas no mercado, e assistência técnica e empresarial, da Pró-Empresa, para a elaboração de um plano de negócios e orientações para o pedido de financiamento, caso seja necessário. Os beneficiários receberão um subsídio de 60 mil escudos mensais, por projeto (30 mil escudos por empreendedor).

O projeto BCVD, que já apoiou 100 jovens na estruturação e desenvolvimento de 56 projetos, foi lançado em março de 2020 e tem como objetivo proporcionar aos jovens cabo-verdianos a oportunidade de desenvolverem soluções de base tecnológica para problemas reais das empresas e das pessoas.

A Bolsa Cabo Verde Digital foi instituída pelo Fundo de Promoção do Emprego e da Formação (FPEF) e égerida pela Pró-Empresa. 

Para a sua materialização, foram estabelecidas parcerias com um conjunto de organizações comprometidas em construir um ecossistema propício para o empreendedorismo de base tecnológica, nomeadamente, a Universidade de Cabo Verde, a Universidade Jean Piaget, a Universidade de Santiago, a Universidade do Mindelo, o NOSi, o Grupo CVT/CVM, a Unitel T+, a Djassi África, a StartUp Portugal, Páginas Amarelas e Fundação Smart City Cabo Verde. 

Na 3ª e 4ª edição contaremos com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

University of of Cabo Verde © 2022 | Site Map | Privacy Policy