IMG 0016

O Serviço de Ação Social (SAS) da Uni-CV conheceu hoje o programa social da Fundação Social das Forças Armadas (FSFA) para os militares e, quer aplicar o mesmo modelo de política social aos funcionários docentes e não docentes da própria universidade.

“Queremos um modelo eficaz e eficiente que permita-nos dar respostas rápidas…Por isso queremos conhecer o modelo de política social da FSFA para que possamos replicar sobretudo nos três perfis de colaboradores que a nossa universidade tem”, afirmou o diretor dos Serviços de Ação Social (SAS), Adilson Neto, acrescentando que a existência desta fundação serviu para “ajudar ainda mais quem precisa.”

As declarações foram feitas no âmbito de um encontro com a Fundação Social das Forças Armadas, para conhecer o modelo de funcionamento da política social da instituição, perspetivando a adoção do mesmo modelo na Uni-CV, “com o suporte da FSFA.”

Adilson Neto mostrou o interesse que a Universidade de Cabo Verde tem em colaborar com a fundação, para juntos contribuírem para o desenvolvimento do país.

A Pró-Reitora para Política Estudantil, Social e Extensão, Fátima Fernandes destacou a importância do encontro, perspetivando uma parceria na aplicação do seu modelo de política social nas várias vertentes para o desenvolvimento não só da FSFA como também da universidade.

Segundo o diretor da Fundação Social das Forças Armadas, Major João Monteiro, a fundação é uma instituição “semiaberto que trabalha juntamente com as Forças Armadas de Cabo Verde, num quadro permanente de pessoal com regime de contrato quando requererem a sua entrada na fundação”, adquirindo assim benefícios sociais diversos para os militares e seus familiares e também civis.

A Universidade de Cabo Verde pretende assim adquirir este modelo de formulação de políticas socias para os funcionários da universidade.

É de realçar que Fundação Social das Forças Armadas (FSFA) tem como atribuições garantir e promover a acção social complementar e gerir o sistema de assistência na doença e promover outras acções para o desenvolvimento físico e intelectual dos seus beneficiários, atribuindo benefícios como prestar assistência médica e medicamentosa aos beneficiários, conceder empréstimos, apoio na aquisição de materiais escolares e didácticos aos filhos dos beneficiários e entre outros benefícios.