Alberto_mota_gomes.jpg

A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e a Associação dos Professores e Investigadores de Geociência, em colaboração com a Câmara Municipal de Santa Catarina (Fogo), a Agência Nacional da Adesão ao Minuto, e o Instituto Nacional de Gestão do Território organizaram uma homenagem ao Geólogo-professor aposentado Alberto Mota Gomes.

A homenagem consiste na atribuição do Topónimo ‘‘Mota Gomes’’ ao professor Alberto Mota Gomes, que se destacou pelo reconhecido percurso e distintas contribuições técnico-científicas e académicas.

Alberto Mota Gomes licenciou-se em Ciências Biológicas na Universidade de Coimbra, tem uma Especialização em áreas subterrâneas, em Barcelona, e tem um doutoramento em Geociências pela Universidade de Aveiro em Portugal. Teve a sua maior notabilidade quando acompanhou de perto a erupção vulcânica na ilha do Fogo (Cabo Verde) em 1995, em que chefiou a equipa de seguimento da erupção. Desta experiência nasceu um cone na época chamada de ‘‘Pico Novo’’ ao qual a população local de Chã das Caldeiras denominou sempre de ‘‘Monte Mota Gomes’’. 

O ato foi presidido pela Ministra do Ordenamento do Território, Eunice Silva, que considerou a homenagem “mais do que justa”, por se tratar de uma figura com idoneidade comprovada no ramo da Geofísica, sublinhando que esta formalidade pública traduz a justiça esperada daquilo que a sociedade assumia desde a penúltima erupção vulcânica em Cabo Verde.

“A distinção que hoje é formalizada publicamente é uma distinção que tenho a certeza que é justa e esperada, dada a necessidade da sua formalização, porque o Pico Novo nasceu e a população atribuiu o nome de Mota Gomes. Portanto, é mais uma questão de formalização daquilo que a própria sociedade já assumia”, frisou.

O ato deu início com a intervenção da Magnífica Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento, em que proferiu algumas palavras de apreço e estima àquele que foi um dos grandes precursores da Universidade, lutou para que o estatuto da Escola de Formação de Professores se elevasse para o Instituto Superior de Educação; e para que o ISE viesse a se tornar posteriormente em Universidade de Cabo Verde. ‘‘Professor Alberto da Mota Gomes foi o primeiro investigador com um grupo de estudantes da antiga Escola de Formação de Professores a presenciar a erupção vulcânica de 1995’’ sublinhou a Reitora fazendo-lhes uma vénia.

José Manuel Pereira, representante da Associação dos Professores e Investigadores de Geociência, fez a sua intervenção dizendo que não existem adjetivos suficientes para qualificar o professor Mota Gomes. Sublinhou que Mota Gomes sempre preferiu homenagens em vida e que foi pensando nisso que se realizou esta homenagem. ‘‘Sou daqueles que gostam de coisas ainda vivo’’ — palavras de Mota Gomes desde 1997. Terminou a dizer que esta homenagem é legitima e que só foi possível graças aos esforços conjugados de todos os envolvidos.

Lúcia Mota Gomes agradeceu, em nome dos filhos, a todos os envolvidos no ato da homenagem, dizendo estar muito feliz por terem feito a homenagem. ‘‘O meu marido sempre dizia que qualquer ato de homenagem que quaisquer instituições quisessem fazer, que lhe fizessem em vida’’ Sublinhou a mulher de Mota Gomes.

Galeria Fotografias