Maxima.jpgNo dia 7 de março de 2022, decorreu na sala de reuniões do Edifício 1, Campus de Palmarejo Grande, a defesa da Tese de Doutoramento em Ciências Sociais da docente e investigadora da Escola de Negócios e Governação da Universidade de Cabo Verde, Máxima Moreno, que obteve a nota máxima – Aprovada com Distinção e Louvor.

A tese “Os Últimos Contratados Cabo-Verdianos para as Roças de São Tomé e Príncipe: Os Contratados de trabalho e seus desdobramentos (1960/1970)”, procura trazer à colação um dos aspetos ainda pouco estudados – os contratos de trabalho e os seus desdobramentos – assinados pelos últimos contratados cabo-verdianos, no período cronológico que medeia 1960 e 1970. 

Muito se tem falado sobre a situação de precariedade por que passam muitos cabo-verdianos e seus descendentes em São Tomé. Neste sentido, a tese de doutoramento de Máxima Moreno procura abrir um novo horizonte trazendo um dos aspetos poucos estudados.

A docente realizou um trabalho de etnografia no Arquivo Nacional de Cabo Verde, com vista ao levantamento de dados para responder à sua pergunta de partida que era: Até que ponto o trabalho nas roças de São Tomé e Príncipe se confundiu com a escravatura naquelas paragens, nos derradeiros anos do colonialismo português?

Devido à relevância deste tema, muitas pessoas se têm interessado por diferentes aspetos do mesmo - o que tem trazido cada vez mais questionamento e debates nesta área.