ADAPTaRES.jpg

A Universidade de Cabo Verde apresentou os resultados do projeto “Adaptação às Mudanças Climáticas na Macaronésia através do Uso Eficiente da Água e sua Reutilização” (ADAPTaRES), que tem decorrido desde o ano de 2014 a janeiro de 2019. A apresentação aconteceu na quinta-feira, 11 de novembro, e teve como objetivo apresentar os resultados do projeto, que consiste numa adaptação às mudanças climáticas, através da reutilização das águas residuais tratadas e do uso eficiente da água na Macaronésia.

A apresentação dos resultados do projeto ADAPTaRES decorreu no auditório 102, do Edifício 8, do novo campus; e os resultados do projeto foram descritos como sendo muito animadores. Com o foco na adaptação das mudanças climáticas através da reutilização das águas residuais tratadas, Cabo Verde, entre as ilhas Canárias e Madeira, foi descrito como o mais árido e com carência estrutural de recursos hídricos. O estudo ainda apontou que 50 entidades públicas e privadas intervieram em 430 hectares em um trabalho que contou com ações de prevenção contra a seca. 

A representante do projeto, Maria Dias, afirmou que os resultados foram bem-sucedidos, porque viram que, adaptando as instalações, podiam aproveitar as águas de pequenas zonas rurais, para além de poderem ter alimentos regados com pouca quantidade de água, sem afetar o ambiente e com qualidade que não afeta a saúde dos consumidores. Do ponto de vista da reutilização agrícola, esta ainda afirmou que a consciencialização e educação de pessoas tiveram bons resultados. 

O estudo aponta ainda que 430 hectares receberam intervenções preventivas contra a seca, num trabalho que contou com a colaboração de 50 entidades públicas e privadas. Na execução do projeto, cento e sessenta e cinco mil pessoas (165.000) foram beneficiadas com intervenção da seca.

O projeto ADAPTaRES consiste em um projeto que inclui um conjunto de ações com capacidade de adaptação às alterações climáticas para a reutilização de águas residuais tratadas e técnicas de rega eficaz e prevenção de contaminações. Este projeto foi realizado na Macaronésia, com foco nas ilhas das Canárias, Madeira e Cabo Verde. A ADAPTaRES é um projeto co-financiado pelo programa Interreg MAC, da União Europeia (UE), que promove a cooperação entre os arquipélagos da Macaronésia e os países da costa ocidental africana, com o objetivo de solucionarem problemas comuns. O montante do projeto é de aproximadamente um milhão e seiscentos mil euros, co-financiados pela União Europeia e os territórios envolvidos.

Galeria Fotografias