Área de formação

Saúde Pública, Epidemiologia, Bioestatística

Duração

2 anos / 4 semestres

Total de créditos

120

Modalidade

Online 

Período

Pós-laboral

Propina

Mensal 15.000 ECV

Unidade orgânica

Faculdade de Ciências e Tecnologia

Local

Polo I - Praia

Objetivos

O MEC da Uni-CV visa a capacitação de recursos humanos de qualidade e o fortalecimento da capacidade nacional e institucional para a realização de pesquisas científicas relevantes em áreas de saúde capazes de fortalecer a vigilância epidemiológica e resposta aos surtos e epidemias. Assim, espera-se que o MEC da Uni-CV forme profissionais com competências em Epidemiologia de Campo capazes de fortalecer os serviços de prevenção e controlo de doenças, incluindo o sistema de vigilância epidemiológica e resposta aos surtos e epidemias no país, região e/ou globalmente.

engenharia mecanicaimg
Coordenador

Doutor António Pedro Delgado

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Perfil de entrada

Licenciados em áreas de ciências da saúde, biológicas, humanas e sociais, ciências exatas, naturais, jurídicas, políticas, econômicas e outras com interesse e experiência na área de Saúde Pública, epidemiologia e bioestatística.

Espera-se que a coorte inicial dos graduados financiados pelo projeto da EDCTP ocupem postos dentro dos serviços nacionais de saúde (SNS) que contribuam para o fortalecimento da capacidade nacional e local de deteção e resposta a surtos e epidemias. Os candidatos deverão ser selecionados pelos serviços do SNS, particularmente pelos Institutos Nacionais de Saúde Pública, que devem assumir o compromisso por escrito de libertar o candidato para participar a tempo inteiro na formação, e para lhes proporcionar as condições logísticas e institucionais para o ensino decorrer à distância e os estágios em locais com supervisão adequada. Será dada preferência a candidatos com o perfil definido nos parágrafos anteriores e que já tenham realizado formações curtas, prévias em epidemiologia de campo.

Perfil de saída

Este currículo foi concebido de modo que o Mestre em Epidemiologia de Campo (MEC) tenha conhecimentos e desenvolva habilidades alicerçadas em atitudes e valores nas esferas do Saber, Saber Fazer e Valores, Atitudes e Saber Ser e Estar, tal como abaixo se discrimina:

Na área do “saber”, o mestre em Epidemiologia de Campo deve:

  • Conhecer o funcionamento de um sistema de vigilância epidemiológica aos diferentes níveis de sistemas de saúde locais e a interação com sistemas de vigilância regional e global;
  • Saber definir e fazer o uso dos conceitos teóricos fundamentais para a área de epidemiologia de campo; e
  • Saber seleccionar a metodologia científica adequada na investigação de surtos e epidemias e/ou na investigação de outros problemas de saúde;

Na área do “saber fazer”, o mestre em Epidemiologia de Campo deve:

  • Desenvolver e implementar um programa de vigilância epidemiológica;
  • Gerir um sistema de vigilância de saúde pública aos diferentes níveis do sistema de saúde;
  • Investigar surtos epidémicos de forma eficaz;
  • Desenhar e implementar um programa de prevenção e controle de doenças infeciosas e não-infeciosas numa população ou comunidade;
  • Desenvolver estratégias para a prevenção e controlo de surtos epidémicos;
  • Aplicar práticas epidemiológicas e métodos bioestatísticos na condução de estudos e implementação de evidências com o objetivo de melhorar os serviços de saúde pública;
  • Analisar os dados epidemiológicos usando métodos estatísticos apropriados;
  • Aplicar métodos eficazes de comunicação oral e escrita em saúde pública;
  • Usar aplicações informáticas específicas relevantes para as diferentes atividades e intervenções de saúde pública;
  • Aplicar as competências adquiridas sobre gestão e liderança em projetos de epidemiologia de campo e saúde pública;
  • Aplicar ferramentas simples para análise económica das tecnologias e intervenções em saúde pública;
  • Analisar dados aplicando conhecimentos de bioestatística com recurso aos programas estatísticos informáticos (softwares); e
  • Aplicar de forma eficaz as competências adquiridas na resposta às emergências de saúde pública (desastres naturais e outros eventos de interesse em saúde pública).

Na área do “ser”, o mestre em Epidemiologia de Campo deve:

  • Contribuir para a melhoria do desempenho do sistema de saúde pública;
  • Liderar uma equipa de saúde pública;
  • Orientar, formar e/ou capacitar profissionais de saúde pública sob sua responsabilidade;
  • Ter uma atitude que priorize a utilização das evidências para uma boa gestão/implementação dos programas de saúde pública;
  • Ser idóneo, responsável e agir sempre sob os princípios da ética e deontologia profissional e científica; e
  • Saber interagir com outros cientistas e profissionais, em particular de outras áreas de especialização, de modo a ser capaz de contribuir para a resolução de problemas de saúde com influência inter e multidisciplinares.
SAC (Pós-graduações)

Para eventuais esclarecimentos contactar os Serviços Académicos, através do seguinte endereço:

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Candidatura Encerradas
Plano curricular
1º Semestre

Período letivo

Módulo

Unidades Curriculares

Número de semanas (4h/dia)

Horas de contacto directo

Horas de estudo autónomo

Horas/Total

ECTS

1ª Semestre






Módulo I (obrigatório): Fundamentos de Epidemiologia de Campo 

M1.1:Fundamentos de Saúde Pública

1

 20

 30

50

0,8

M1.2: Epidemologia e Bioeststística Básica

4

 80

 120

200

3,2

M1.3: Vigilância em Saúde Pública e Resposta a Surtos

2

 40

 60

100

1,6

M1.4: Ética em Saúde Pública

1

 20

 30

50

0,8

 Total

 8

 160

 240

400

6,4

 

Módulo II (obrigatório): Métodos de Pesquisa em Epidemiologia de Campo

M1.2:Métodos de Pesquisa Quantitativos e Qualitativos

5

 100

150

250

4,0 

 M1.2: Comunicação em Ciência

3

 60

 90

150

2,4

Total

8

 160

 240

400

6,4

2º Semestre

Período letivo

Módulo

Unidades Curriculares

Número de semenas (4h/dia)

Horas de contacto directo

Horas de estudo autónomo

Horas/Total

ECTS

2ª Semestre






Módulo III (obrigatório): Epidemiologia e Bioestatística Avançada

 

 

M3.1:Epidemiologia Avançada

3

 60

 90

150

2,4

M3.2: Bioestatística Avançada

3

 60

 90

150

2,4

 Total

 6

 120

 180

300

4,8

2ª Semestre






 

Módulo IV (obrigatório): Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças

 

 

M3.1: Epidemiologia, Prevenção e Controle das Doenças Infecciosas e Doenças não-transmissíveis

2

40

60

100

1,6

 M4.2: Epidemiologia, Prevenção e Controle das Zoonoses

1

 20

 30

50

0,8

M4.3: Mudanças Climáticas e Saúde Humana

1

20

30

50

0,8

M4.4: Epidemiologia, Prevenção e Controle das Doenças no contexto de one Health

1

20

30

50

0,8

Total

5

 100

 150

250

4,0

3º e 4º Semestre

 

 Unidades Curriculares 

Número de Semanas (4h/dia)

Horas de contacto Direto

Horas de estudo autónomo

Total de horas

Créditos

 

 

Ano 2 - Semestre 3

Preparação do Trabalho de Dissertação

25

300

 450

 750

30

 

 

Ano 2 - Semestre 4

 Preparação do Trabalho de Dissertação

 25

 300

450

750

30

 

 Total

50

600

900

1500

60

 

Parceiro Coordenador

logo fundacao pt

Financiador

logo fundacao pt