doencas_do_movemento.jpg

A Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) e a Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes (FCSHA) da Uni-CV comemoraram o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson, marcado no dia 11 de abril, através daconferência intitulada “Doenças do Movimento em Cabo Verde”, realizada no dia 9 de abril, no auditório da Reitoria, Plateau.

A conferência organizada pelo grupo disciplinar de Enfermagem e de Psicologia teve como  objetivo informar o público em geral quanto ao combate aos preconceitos sobre a doença, assim como trocar ideias entre pacientes, familiares, cuidadores e profissionais de saúde para melhor qualidade de vida.

Estima-se que em Cabo Verde, existem 363 casos de doença de Parkinson, o que corresponde a 1% da população com mais de 60 anos (INE 2020). No Hospital Agostinho Neto, foram atendidos 77 pacientes com doenças do movimento, de acordo com um estudo recente. A Covid-19 tem tido implicações importantes em muitos doentes.

Participaram na conferência especialistas nacionais e internacionais reconhecidos como Mário Miguel Rosa, professor de Neurologia e Farmacologia Clínica da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Antónia Rodrigues Fortes, Médica graduada do quadro do Ministério de Saúde, exercendo Neurologia no Hospital Agostinho Neto.