Workshop_sobre_lixo_marinho.jpg

A Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT) da Universidade de Cabo Verde, em parceria com o Centro de Ciências do Mar e do Ambiente & NOVA School of Science and Technology, Redes de Estudos Ambientais dos Países da Língua Portuguesa e com a Associação Portuguesa de Lixo Marinho, realizou um workshop sobre o Lixo Marinho, na quinta-feira, 5 de maio, no auditório 102, do Campus de Palmarejo Grande. 

Plásticos e microplásticos: origens, impactos e soluções foi tema da primeira comunicação, proferida por Paula Sobral, do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente & NOVA School of Science and Technology. Durante a sua comunicação, a bióloga abordou as origens da poluição por plásticos e microplásticos, as suas características e dispersão no ambiente, bem como alguns dos impactos económicos e ecológicos. 

A Bióloga e Doutorada em Ciências do Ambiente apresentou ainda os resultados do trabalho desenvolvido em Portugal, bem como iniciativas que visam a reduzir este grave problema global, complexo e transversal a vários sectores da sociedade e que, apesar de estar identificado, carece ainda de soluções eficazes. 

“Os plásticos absorvem compostos orgânicos persistentes presentes na água e libertam aditivos tóxicos incorporados na produção. Estes poluentes são bioacumuláveis e podem potencialmente ser transferidos ao longo da cadeia trófica e atingir as populações humanas pelo consumo de produtos do mar, um risco que necessita ser avaliado”, explicou a Bióloga Paula Sobral, que vem desenvolvendo investigação em microplásticos e lixo marinho desde 2008, tendo sido pioneira na abordagem deste tópico em Portugal.

José Carlos Ferreira, também afeto ao Centro de Ciências do Mar e do Ambiente & NOVA School of Science and Technology, proferiu uma comunicação sobre a Literacia Oceânica e o Envolvimento Ativo das Comunidades Insulares como estratégias para melhorar as políticas de prevenção do lixo marinho. Explorou-se a importância dos processos de Literacia Oceânica e envolvimento ativo das comunidades costeiras na construção de estratégias, soluções e políticas com vista à redução e prevenção do lixo marinho. 

“O envolvimento ativo, a corresponsabilização e o empoderamento das comunidades costeiras são fundamentais para a mudança de comportamentos numa estratégia para a redução do lixo marinho”, avançou o Professor da NOVA School of Science and Technology da Universidade Nova de Lisboa, José Carlos Ferreira. 

Nos últimos 10 anos, o Professor tem coordenado e participado em estudos e projetos nacionais e europeus na área da literacia oceânica,  avaliação e gestão de riscos de origem oceânica, avaliação do risco de galgamento oceânico e inundação costeira, estratégias de adaptação das comunidades costeiras às alterações climáticas, delimitação e integração de estruturas ecológicas e infraestruturas, delimitação de áreas marinhas protegidas de âmbito local, sustentabilidade e resiliência das comunidades costeiras, integração das comunidades costeiras nos processos de planeamento, ordenamento e gestão do território.  

Os docentes e investigadores da Universidade Nova de Lisboa estão em Cabo Verde no âmbito da mobilidade internacional do programa Erasmus +, financiado pela União Europeia. 

Galeria de Fotografias

University of of Cabo Verde © 2022 | Site Map | Privacy Policy