NOME:  Maria Celeste Monteiro Fortes 

GRAU ACADÉMICO 

Doutoramento 

EMAIL: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 


 

UNIDADE ORGÂNICA 

FCSHA – São Vicente 

ÁREA DE INVESTIGAÇÃO E ENSINO 

Antropologia, Género, Famílias, Migrações, Cultura Cabo-verdiana, Património Imaterial e Material, Oralidade, Memória, Esquecimento, identidade nacional.  

TÍTULO DA TESE DO GRAU ACADÉMICO 

“M’ t estuda pam k ter vida k nha mãe tem”/“Estudo para não ter a mesma vida da minha mãe”. Relações de Género e Poder: narrativas e práticas de mulheres cabo-verdianas em Portugal e Cabo Verde.  

UNIDADES DE INVESTIGAÇÃO 

Centro de investigação e formação em género e família da Universidade de Cabo Verde (CIGEF/Uni-CV) 

CRIA (FCSH – UNL /Portugal) 

 

PROJECTOS DE INVESTIGAÇÃO 

1-História, Memória, Urbanismo e Arquitectura em Mindelo: Diálogos coloniais e pós-coloniais do património em Cabo Verde. Junho de 2015 a Junho de 2016. Enquanto membro do Grupo Nacional de Trabalho -Cabo Verde. Financiado pelo CODESRIA. 

 2-Memórias para o futuro: projectar a independência no feminino. Junho de 2015 a Junho de 2017. Coordenadora do projecto, enquanto investigadora do Centro de Investigação e Formação em Género e Família (CIGEF) da Universidade de Cabo Verde. Projecto com 4 fases e com financiamentos de várias instituições.  

3 -Estudo sobre a qualidade de serviço de saúde prestada às mulheres e com HIV, Maio a Outubro de 2015. Estudo Financiado pela Organização das Nações Unidas. 

 4-Programa Pró-Mobilidade Internacional CAPES/AULP: “Dinâmicas de Género em Cabo Verde”, com a Universidade do Vale do Rio dos Sinos. 2014-2016. Participação enquanto investigadora do CIGEF/Uni-CV 

 5-Programa Pró-Mobilidade Internacional CAPES/AULP, intitulada “Transformações do mundo de circulação nas formas estabelecidas de sociabilidade”, com a Universidade de Brasília. 20132015. Participação enquanto investigadora do CIGEF/Uni-CV  

6 -Estudo sobre “Práticas Culturais e Religiosas das Comunidades Estrangeiras e Imigradas em Cabo Verde”. Participação enquanto investigadora do CIGEF/Uni-CV. 2014. Financiado pela Unidade de Coordenação da Imigração – Cabo Verde. Participação enquanto Investigadora do CIGEF. 

 7-“Realidade social, formativa e laboral das pessoas portadoras de deficiência em Cabo Verde”, desenvolvido pelo Centro de Investigação e Formação em Género e Família da Universidade de Cabo Verde e pela SIMPROMI (Sociedad Insular para la Promoción del Minusválido, S.L., Tenerife, ilhas Canárias, Espanha). Participação enquanto investigadora do CIGEF/Uni-CV.  

8 -“Para além das remessas”. A consolidação da sociedade caboverdeana da diáspora e as transformações sócio-culturais e políticas em Cabo Verde. Dezembro de 2011 a Maio de 2013. Enquanto membro do Grupo Nacional de Trabalho -Cabo Verde. Financiado pelo CODESRIA.  

9 -Métiers traditionnels et design en ébuliition. Fécondations régionales entre le Cap-Vert, le Mali et le Sénégal. (Diálogo entre Artesanato, Arte e Cultura: têxteis e fundição de metais em Cabo Verde, Senegal e Mali). Investigadora Principal – Cabo Verde. M_EIA (Instituto Universitário de Arte, Tecnologia e Cultura). Projecto Financiado pelo UEMOA.  

10 -“De muitas e variadas partes ao Portugal do século XXI: novas oportunidades, novos padrões nas relações de género, micro-familiares e inter-étnicas” (Ant/63625/2005). Bolseira/ Assistente de pesquisa. Centro de estudos de Migrações e Minorias Étnicas, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa. 2005-2007. 

 

ÁREAS DE INTERESSE  

Antropologia, Género, Famílias, Migrações, Cultura Cabo-verdiana, Património Imaterial e Material, Oralidade, Memória, Esquecimento, identidade nacional. 

 

ARTIGOS CIENTÍFICOS 

Fortes, C. (2015) “Casa sem homem é um navio à deriva”: Cabo Verde, monoparentalidade e o sonho de uma família nuclear patriarcal. Anuário Antropológico, 2014, Brasília, UnB, 2015, v. 40, n. 2: 151-172. Disponível em: http://www.dan.unb.br/images/pdf/anuario_antropologico/Separatas%2020 14_II%20Dez_2015/Casa_sem_homem.pdf  

Fortes, C. (2013) O corpo negro como tela de inscrição dinâmica nas relações póscoloniais em Portugal: a Afro como (pre)texto, Brasil, Caderno Pagu, 40 (1): 229-254.  

Fortes, C. (2013) “M t’studa p’m k ter vida k nha mãe tem”. Género e Educação em Cabo Verde, Brasil, Ciências Sociais Unisinos , 49(1):80-89.  

Fortes, C. (2012) As cabo-verdianas estudantes quando vêm para Portugal tornam-se todas Europeias. In Silva, C. e Fortes, C. Orgs. As Mulheres em Cabo Verde: Experiências e Perspectivas, Praia, Edições da UNICV, pp. 255-276.  

Fortes, Celeste e Martins, Filipe, 2010, “Para além da crise. Jovens, mulheres e relações familiares em Cabo Verde “, Espanha, (con)textos: revista d'antropologia i investigació social, nº5.  

Fortes C. e MARTINS, F. -Para além da crise. Relações familiares na África contemporânea: notas sobre Cabo Verde. In 7º Congresso Ibérico de Estudos Africanos, 9, Lisboa, 2010 -50 anos das independências africanas: desafios para a modernidade : actas [Em linha]. Lisboa: CEA, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/10071/2267  

 

ARTIGOS EM REVISTAS 

TESES 

Fortes, Celeste (2014). “M’ t estuda pam k ter vida k nha mãe tem”/“Estudo para não ter a mesma vida da minha mãe”. Relações de Género e Poder: narrativas e práticas de mulheres cabo-verdianas em Portugal e Cabo Verde. Tese de Doutoramento em Antropologia Social e Cultural. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.  

Fortes, Celeste (2005) Nu Bem Djobi Nós Inxada – viemos procurar a nossa enxada: Estudantes Cabo-verdianos em Lisboa, (re) construções identitárias, Dissertação de Licenciatura em Antropologia. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.  

 

LIVROS 

Silva, C & Fortes, C. (Org.) (2012) As Mulheres em Cabo Verde: Experiências e  

Perspectivas. Praia, Edições da UNICV. 

 

CAPÍTULOS DE LIVRO 

Fortes, C. (2016) “Regressar é regredir”: estudantes cabo-verdianas em Lisboa e discursos sobre os projectos de retorno a Cabo Verde. In Évora, I (Org) Diáspora Caboverdiana:  

tema e debates (E-book). Portugal, Cesa/ISEG, pp88-105. Disponível em  

http://pascal.iseg.utl.pt/~cesa/images/files/diaspora2016.pdf 

Fortes, C. (2015) Autoridade etnográfica revisitada: migração e etnografia multi-situada entre mulheres cabo-verdianas em Portugal e Cabo Verde. In Furtado, C., Laurent, P-J e  

Évora, I. (Orgs) As Ciências Sociais em Cabo Verde: Temáticas, Abordagens e Perspectivas Teóricas. Praia, Edições da UNICV, pp. 127-142.  

Fortes, C. e Lima, R. W. (2015) Emigrantes e deportados em Cabo Verde. In Furtado, C., Laurent, P-J e Évora, I. (Orgs) As Ciências Sociais em Cabo Verde: Temáticas, Abordagens e Perspectivas Teóricas. Praia, Edições da UNICV, pp. 253-272.  

Fortes, C. (2015) As vendedeiras de Cabo Verde: circulação de produtos, informalidade e mulheres no espaço público de Cabo Verde. In José Rogério Lopes (Org). Visagens de Cabo Verde: Ensaios de Antropologia Visual e outros ensaios. Brasil.Editora Cirkula, pp.101-121. 

Pin It