O Primeiro-ministro de Cabo Verde, o Dr. José Maria Neves, fez um balanço muito positivo sobre a evolução da Universidade de Cabo Verde após a visita realizada no dia 21 de maio à Escola de Ciências Agrárias e Ambientais e ao Campus do Palmarejo, onde se encontram os Departamentos de Ciências Sociais e Humanas e o Departamento de Ciências e Tecnologia.

Leia esta notícia em inglês no site do Oceanpress

montagem visita ecaa

 

A visita foi acompanhada pelo Ministro do Ensino Superior, Ciência e Inovação, o Doutor António Correia e Silva, o Diretor-geral do Ensino Superior, o Doutor José Correia, pela Reitora, a professora doutora Judite Medina do Nascimento, toda a equipa reitoral e pelos presidentes das Unidades Orgânicas da Escola de Ciências Agrárias e Ambientais (ECAA), Escola de Negócios e Governação (ENG), Departamento de Ciências e Tecnologia (DCT) e o Departamento de Ciências Sociais e Humanas (DCSH).

Os presidentes dos departamentos apresentaram as suas Unidades Orgânicas, demonstrando os cursos e dando a conhecer o público que os frequenta.

"Quero felicitar a universidade pelo percurso dos últimos anos", sublinhou o Primeiro-ministro.

Referiu também que a universidade evoluiu em termos quantitativos e qualitativos: "Por isso dou os parabéns à magnífica Reitora, a toda a direção, corpo docente e discente desta universidade."

 

montagem visita campus palmarejo pm

O Primeiro-ministro afirmou que Cabo Verde quer crescer em termos de Ensino Superior e um dos desafios é o Curso de Medicina que se inicia no próximo ano letivo na Uni-CV.

"Vai ter um grande impacto por que teremos a formação de especialistas, estaremos a transformar os nossos hospitais centrais em hospitais universitários, o que exigirá mais investimentos na formação, investigação e aquisição de novos equipamentos", indicou em entrevista aos jornalistas durante a visita ao Campus do Palmarejo.

“O Curso de Medicina poderá tornar Cabo Verde uma referência na área da saúde em termos de formação”

 

montagem visita campus palmarejo reitoria pm


Em relação ao Curso de Medicina, o Primeiro-ministro quer avançar com as propostas existentes no sentido de alargar as parcerias e ver as questão globais de financiamento do curso.

"A Uni-CV poderá contar com todo o nosso apoio, com todo o nosso investimento para o seu crescimento e desenvolvimento", apontou.

Como resultado da visita à ECAA, o Primeiro-ministro avançou: "Vamos financiar a 100% a reabilitação e reequipar toda a Escola"

O Primeiro-ministro referiu ainda a vontade expressa do Ministro do Ensino Superior em criar um fundo para a investigação em Cabo Verde para apoiar o setor e também programas de doutoramento e pós-doutoramento, podendo recorrer ao apoio de outras instituições.

No dia 22, o Primeiro-ministro e o Ministro do Ensino Superior visitaram a delegação da Universidade de Cabo Verde em São Vicente, novamente acompanhados pela Reitora da Uni-CV, e também pela Vice-reitora para a Extensão Universitária, a professora doutora Dora Pires, além dos representantes dos departamentos do DCSH, DECM, ENG e DCT. A visita passou pela vice-reitoria no espaço do Liceu Velho e pelo Campus de Ribeira de Julião, onde estão os simuladores marítimos.

 

montagem visita pm unicv sv 

 

 

Primeiro-ministro em entrevista à Uni-CV

 

IMG 1189

Uni-CV: Depois de visitar a ECAA e o Campus do Palmarejo, qual é a apreciação atual que faz da Universidade de Cabo Verde?

Primeiro-ministro: Eu acho que houve um crescimento enorme, sobretudo qualitativo, da Uni-CV, vi grandes avanços da ECAA e pude ver também o grande desenvolvimento do DCSH, do DCT e da ENG. Também pude ver uma universidade que está a criar, a inovar pela via de criação de ideias e introdução de mudanças positivas e pude apreciar toda a universidade em rede que se está a estruturar com as parcerias empresariais e com universidades em todo o mundo. Apreciei também o programa de qualificação dos docentes e dos restantes profissionais da universidade, além da problemática do Ensino à Distância, precisamente por que é a adaptação da universidade às necessidades de Cabo Verde, que enquanto arquipélago precisa de uma universidade que possa chegar a todas as ilhas e à diáspora.
Acho que a Uni-CV está no bom caminho e devemos continuar as apostas de qualidade, para termos uma universidade de prestígio e que possa servir esta nação global, as ilhas e a diáspora.

Uni-CV: Considera que é importante ter um Ensino Superior Público em Cabo Verde?

PM: É uma referência importante para o país e também por que pode ser um contributo estratégico para a construção de um futuro de modernidade. Veja por exemplo o efeito transformador que a Universidade está a ter nos mais diferentes domínios e o efeito transformador que terá o Curso de Medicina que será implantado no próximo ano letivo. Eu acho que a universidade pública muitas vezes abre o caminho e remove os obstáculos e cria condições para que o ensino superior tenha sucesso em Cabo Verde. Vale a pena ter uma universidade pública e vale a pena investir no Ensino Superior em Cabo Verde.

Uni-CV: O Curso de Medicina é realmente uma necessidade para Cabo Verde?

PM: Sem dúvida e funciona como um fermento de transformação, por que teremos em Cabo Verde, durante o curso, vários especialistas que podem inclusivamente trabalhar connosco nos hospitais, porque nos primeiros tempos serão professores universitários e especialistas da Universidade de Coimbra que estarão no país a reger as diferentes cadeiras. Portanto este curso por si só será um fermente para criarmos novas oportunidades para a prestação de serviços de saúde de maior qualidade.

 

Primeiro-Ministro e Ministro do Ensino Superior visitam Uni-CV

 montagem espacos da unicv
A convite da Reitora da Universidade de Cabo Verde, o Primeiro-ministro, o Dr. José Maria Neves, e o Ministro do Ensino Superior, Ciência e Inovação, o Dr. António Correia e Silva, vão iniciar no dia 21 de maio uma visita de dois dias às instalações da Uni-CV na ilha de Santiago e São Vicente.

A visita será acompanhada pela Reitora da Uni-CV, a professora doutora Judite Medina do Nascimento, pela equipa reitoral e pelos presidentes dos Conselhos Diretivos dos departamentos da universidade. O percurso iniciar-se-á na Escola de Ciências Agrárias e Ambientais (ECAA), em São Jorge dos Órgãos, passando pela Reitoria da Uni-CV e pela Escola Grande, no Plateau, o Campus do Palmarejo e a Escola de Negócios e Governação na Achada de Santo António.

No dia 22, a visita será realizada nas instalações da Uni-CV em São Vicente, à Vice-reitoria, às instalações da delegação do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, da Escola de Negócios e ao Campus de Ribeira de Julião, onde se encontra o Departamento de Engenharias e Ciências do Mar.

A visita enquadra-se nos projetos e estratégias de desenvolvimento futuro da Universidade de Cabo Verde.

Conheça o programa da visita.

Pin It