A Universidade de Cabo Verde e o Núcleo de Estudantes de Medicina da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Uni-CV, organizam o I Fórum Nacional da Educação Médica em Cabo Verde, online, via plataforma Zoom, entre os dias 3 e 4 junho. O evento reúne reconhecidos especialistas nacionais e estrangeiros de diversas entidades que direta ou indiretamente estão ligados ao programa de formação e exercício da arte médica em Cabo Verde.

A cerimónia de abertura que se realiza no dia 3, com início às 9 horas, contará com a presença da Secretária do Estado do Ensino Superior Eurídice  Furtado Monteiro, da Magnífica Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento e do Representante da Organização Mundial da Saúde em Cabo Verde, Agudelo Hermando.

Com o objetivo de proporcionar um espaço de apresentação de trabalhos científicos e debate sobre um leque de temas, o Fórum encontra-se dividido  por grande áreas temáticas, distribuídos por painéis, tais como: a formação nacional de recursos humanos para o Sistema Nacional de Saúde; o modelo da educação médica adequado para Cabo Verde; o futuro da educação médica; a investigação clínica em território nacional bem como o impacto que a expansão da Uni-CV na área da saúde terá sobre a formação de novos quadros para o Sistema Nacional de Saúde.

Recorda-se que a Universidade de Cabo Verde abriu em 2015, em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra seu primeiro curso de Mestrado Integrado em Medicina, dando início a um ousado projeto de formação médica no território nacional. Segundo o Professor Doutor Fernando Regateiro, antigo presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), o novo mestrado da Uni-CV “contribuirá para a sustentabilidade da economia de Cabo Verde”, quanto a “produtividade, redução de evacuações, atração de estudantes e utentes estrangeiros”. Entre as motivações para o arranque deste Programa de Formação Médica, esteve a necessidade de se combinar o número crescente de médicos com a melhoria da formação especializada e contínua, a distribuição dos médicos pelo país, a gestão, a motivação e a satisfação destes bem como o incremento do desempenho dos serviços.

O ano letivo 2020/2021 foi marcado a muito como o ano em que ocorrerá o 6º e último ano de formação da primeira turma de estudantes admitidos. Nesta altura, o Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade de Cabo Verde considera que é chegada a hora para se fazer um balanço daquilo que foram os primeiros anos com uma radiografia das dificuldades e dos excelentes ganhos, e também discutir soluções para a melhoria contínua da qualidade da educação médica nacional.

Assim, é hora de se pensar qual é o modelo de Educação Médica que melhor se adequa a este país e aos nossos futuros médicos e também reconhecer devidamente a importância da parceria da Universidade de Coimbra, para que hoje estamos a formar médicos. Neste sentido, e porque o corrente ano letivo será marcado pela ampla extensão universitária da Universidade Pública nas áreas da saúde.

Inscrição gratuita aqui.

Programa pdf