3

Euclides António Tavares dos Santos, candidato ao Doutoramento em Gestão e Políticas Ambientais da Escola de Ciências Agrárias e Ambientais da Universidade de Cabo Verde, apresentou o tema das suas provas numa sessão de discussão pública organizada na sexta-feira 27 de novembro, no Campus do Palmarejo da Uni-CV.

Os trabalhos do doutorando incide sobre o tema “Literacia Oceânica e Comunidades Insulares Resilientes - O contributo da Educação Ambiental para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Cabo Verde. Caso de estudo: Escola e Comunidade de Porto Gouveia e Porto Mosquito, Ribeira Grande de Santiago.” Segundo o resumo, o objetivo da investigação é aferir o nível de literacia ambiental e oceânica, ou seja, o conhecimento, as atitudes e comportamentos perante o mar e zonas costeiras dos alunos e das comunidades, num país – Cabo Verde – onde a importância do oceano é primordial em todos os aspetos da vida. A investigação foi levada segundo uma metodologia participativa, em particular no Município de Ribeira Grande de Santiago em Cabo Verde.

Para saber mais, confira o resumo completo abaixo:

A República de Cabo Verde está localizada a cerca de 450 km da costa ocidental africana. As dez ilhas que compõem o arquipélago totalizam 4 033 km2, com uma Zona Económica Exclusiva (ZEE) que se estende por mais de 730 mil km2, sendo caracterizada por grandes profundidades e elevados picos submarinos, com uma plataforma continental reduzida, prevendo-se o alargamento do seu território imerso para uma área de 1 milhão de km2, resultado da proposta de Extensão da Plataforma Continental. Num país com esta dimensão oceânica, é determinante uma maior consciência das comunidades para a importância dos oceanos e das zonas costeiras num contexto local, nacional e regional.

A investigação procura responder as questões principais que são: Qual o nível da literacia oceânica das comunidades e dos alunos? Qual o melhor modelo de literacia oceânica para as comunidades costeiras? O trabalho tem como objetivo principal aferir sobre a literacia ambiental e oceânica, ou seja, o conhecimento, as atitudes e comportamentos perante o mar e zonas costeiras dos alunos e das comunidades do Município de Ribeira Grande de Santiago em Cabo Verde, através do processo participativo. A metodologia investigativa consiste na revisão bibliográfica sobre o tema, que acompanha todo o desenvolvimento do trabalho, análise qualitativa através de workshops com base em sessões participativas, trabalho de campo e campanha de monitorização e limpeza de praia. A proposta final passa pela elaboração de um projeto modelo de Educação Ambiental para literacia oceânica que envolve as escolas e as comunidades e que sirva de exemplo para as comunidades costeiras de Estados insulares, através de projetos concretos que visam a resolver o problema do lixo marinho, o plástico em particular. Este trabalho trouxe resultados interessantes, principalmente no que concerne às sessões participativas, à mobilização das comunidades locais e às campanhas de monitorização e limpeza de praia. A investigação buscar trazer subsídio para incrementar e contribuir para o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.