Reitora Judite Nascimento

A Reitora da Universidade de Cabo Verde, Judite Medina do Nascimento, apresentou os grandes desafios para o novo ano letivo 2020/21, durante a sessão de boas-vindas aos novos estudantes dos três polos da instituição.

Judite Medina do Nascimento sublinhou que a Uni-CV está a iniciar o ano letivo com muita expectativa, com muitos desafios importantes e programas que pretendem fazer com que a Universidade dê o salto que se pretende para a era da inteligência artificial.

Polo 1 – Instalação da Faculdade de Ciências da Saúde

Mais de 10 anos após a abertura do primeiro curso de Enfermagem e com um aumento significativo da procura na área da Saúde a nível da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Uni-CV, mostrou-se necessário expandir esta área, com vista a garantir alguma independência. Neste sentido, a Reitora da Uni-CV anunciou que está prevista a instalação da Faculdade de Ciências da Saúde da Uni-CV, no presente ano letivo, em cooperação com o Governo de Cabo Verde. A partir do próximo ano letivo, a Universidade de Cabo Verde passará a contar com mais ofertas formativas a nível de licenciaturas e pós-graduações na área da Saúde.

Transferência para o Novo Campus 

Em fase de finalização das obras do Novo Campus da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento apela a comunidade académica a trabalhar junta no processo de transferência para o Novo Campus. Mas não é só a transferência física: é necessário que façamos uma transferência mental, uma mudança de atitude perante a forma como encaramos o ensino e o espírito académico. “Temos que transferir com uma nova roupagem, mentalidade e chip. Todos nós temos que adaptar e fazer a transição para era que se abriu. A instalação, a manutenção e a segurança do Novo Campus são desafios importantíssimos com que nós teremos que nos deparar.”

Aposta na Aeronáutica Civil através da Faculdade de Ciência e Tecnologia

A Universidade de Cabo Verde, para além dos desafios apontados, pretende também fazer uma aposta muito grande na aeronáutica civil, através da Faculdade de Ciência e Tecnologia da Uni-CV.  “Pretendemos apostar no reforço das engenharias que nós já desenvolvemos e sobretudo num grande projeto de cooperação com Canárias na construção de uma pós-graduação em energia renovável”.

Transformação da Uni-CV em uma Universidade Empreendedora

A Escola de Negócios Governação (ENG) da Uni-CV, que tem competências específicas na área de empreendedorismo, gestão e finanças, está a dinamizar um projeto de empreendedorismo ligado ao Centro de Empreendedorismo e à incubadora de empresas do programa Empreamar Cabo Verde. Através deste programa, queremos transformar a Uni-CV em uma universidade empreendedora; a intervenção da ENG faz então muito sentido, por ter todo um projeto ligado a este setor.

Apoio aos estudantes da Universidade de Cabo Verde

A Pró-Reitoria para Ação Social, Assuntos Estudantis e Cultura Universitária está a desenvolver um grande projeto de apoio a toda a comunidade académica e em particular aos estudantes mais vulneráveis, no sentido de criar verdadeiramente o bem-estar na nossa comunidade académica e de proteger os membros da Academia.

Polo 2 – Criação da Faculdade de Administração, Comunicação e Cultura

No Polo 2, Mindelo, a Uni-CV pretende criar uma Faculdade de Administração, Comunicação e Cultura que irá desenvolver um pacote de formações que tem a ver com as demandas locais nesses setores, sobretudo capitalizando aquilo que são as competências que a Universidade conseguiu construir até agora nestas áreas.

Polo 3 - Plano de Formação de Professores a nível nacional

No Polo 3 da Assomada, a Reitora da Uni-CV afirmou que está a desenvolver um projeto em colaboração com a Direção Nacional de Educação, no quadro do plano de formação de professores a nível nacional . Esse vai ser o foco do desenho das estratégias que nós iremos a desenvolver para a Faculdade de Educação e Desporto, capacitando os professores desde o pré-escolar até o superior, com competências para enfrentar os desafios da nova era, uma era em que incontornavelmente inclui a inteligência artificial.

A Reitora apontou outros desafios durante o ato de abertura do Novo Ano letivo, nomeadamente: reforço da investigação com a construção do ecossistema de investigação, transição para era da inteligência artificial, e reconfiguração da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas a Artes.