Foto_Leonel_Landim.jpegNo dia 25 de maio, o estudante da Escola de Ciências Agrárias e Ambientais da Universidade de Cabo Verde, Leonel Fernandes Landim, defendeu, com Distinção e Louvor, a sua tese de doutoramento intitulada “Análise Temporal de descritores físico-químicos e fitoplanctónicos da água: Albufeiras de Flamengos e de Figueira gorda, ilha de Santiago, Cabo Verde”, ​no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Gestão Políticas Ambientais da Universidade Cabo Verde.

Os objetivos do trabalho foram avaliar a integridade ecológica das albufeiras de Flamengos e de Figueira Gorda, e avaliar eventuais riscos de saúde pública para as populações locais.

 

 
Resumo

Nesse sentido, entre junho de 2016 e fevereiro de 2020, foram realizadas 5 campanhas de amostragem. Por forma a atingir os dois objetivos globais, foram definidos 7 objetivos específicos que incluem: a caracterização da área do estudo; a caracterização físico-química e fitoplanctónica da água das duas albufeiras; o estudo da relação entre variáveis abióticas e variáveis de estrutura taxonómica da comunidade fitoplanctónica; identificação da presença das cianobactérias e dos genes produtoras de toxinas; perceção e opinião dos atores sociais, em relação à participação no processo de gestão das albufeiras e respetivas bacias hidrográficas; proposta de medidas mitigadoras que contribuam para o estabelecimento de um plano de gestão, efetivo e participativo, para a preservação dos ecossistemas e dos recursos hídricos nas bacias hidrográficas.

Tematicamente tendo em consideração os objetivos específicos, o trabalho está organizado em 7 Capítulos, estruturados sequencialmente: 1) Introdução; 2) Caracterização da área de estudo; 3) Dinâmica temporal dos descritores físico-químicos e fitoplanctónicos da água das albufeiras de Flamengos e de Figueira Gorda; 4) Ocorrência de cianobactérias e cianotoxinas na água das albufeiras de Flamengos e de Figueira Gorda e os riscos associados à saúde pública; 5) Participação social no processo de gestão efetiva das bacias hidrográficas e dos reservatórios; 6) Considerações finais e recomendações; 7) Referências bibliográficas.

Em termos globais, pode-se concluir que o fósforo total e o azoto total foram os principais responsáveis pela produção primária, especificamente pelas florescências de cianobactérias, tendencialmente dominantes. Verificou-se igualmente que a estrutura taxonómica de comunidade

fitoplanctónica (abundância, cianobactérias, bacilariófitas, clorófitas, riqueza e diversidade) foi essencialmente explicada pelos seguintes descritores: pH; azoto total; razão N:P; SST; cálcio; bicarbonatos; fósforo total; cloretos e sulfatos. Complementarmente obtiveram-se três modelos explicativos: (i) para as cianobactérias; (ii) para a diversidade de espécies; e (iii) para a riqueza de espécies. A técnica de Biologia Molecular, aplicada às amostragens realizadas em 2018 e em 2020, confirmou a dominância de cianobactérias nas duas albufeiras e a presença de cianobactérias produtoras de toxinas, com o destaque para os genes de Microcistinas, Nodularinas e de Cilindrospermopsina, na albufeira de Figueira Gorda.

Estes resultados comprovam a importância de se implementarem medidas de conservação e mitigação da qualidade das águas nas duas albufeiras. Constatação corroborada pelas populações locais, obtida por inquérito aplicado localmente. Consequentemente e termos globais conclui-se a importância de: (i) melhorar a qualidade da água; (ii) transmitir conhecimentos para uma a gestão dos recursos hídricos, do solo, e biodiversidade, na perspetiva da participação comunitária e do desenvolvimento sustentável em equilíbrio com o ambiente; (iii) promover, de forma transversal, ações de sensibilização, educação ambiental e ou literacia comunitária direcionada para diferentes setores e/ou instituições tais como: escolas, organização não governamental, gestores de água (central e local).

Pretende-se desta forma contribuir para o despertar de uma consciência ambiental que promova uma gestão sustentável das albufeiras integradas nas respetivas bacias hidrográficas, contribuindo assim, para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (em especial ODS 6 - água limpa e saneamento - meta 6.5 – Implementação da Gestão Integrada dos Recursos Hídricos em Todos os Níveis).

Palavras-chave: Qualidade da água, Cianobactérias, Saúde Pública, Participação comunitária, Gestão sustentável.