A Escola de Negócios e Governação (ENG), não foge da regra. Em 1978, entrou em funcionamento em regime experimental, com o seguinte nome: Centro de Formação e Aperfeiçoamento Administrativo (CENFA). Três anos mais tarde, em 1981, pelo Decreto n.21/81 de 11 de fevereiro, foi criado o CENFA. Após apenas sete anos de existência, o CENFA extinguiu-se em 1998 pelo Decreto n. 23/98. No mesmo ano, o Instituto Nacional de Administração e Gestão (INAG) foi criado pelo Decreto-Lei n. 24/98. Após dez anos de existência, o INAG extinguiu-se em 2008 pelo Decreto-Lei nº 29/2008. Com a deliberação nº 8/2008, criou-se a Unidade Orgânica da Universidade de Cabo Verde - Escola de Negócios e Governação, integrada na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Enquanto Unidade Orgânica da Uni-CV, é um espaço privilegiado de formação superior para todos os estudantes que têm interesse em conquistar uma carreira em domínios como negócios, finanças, comunicação, secretariado, economia e administração empresarial e pública.

A ENG tem como metas privilegiadas a formação e capacitação de líderes e gestores em administração pública, privada e em organismos não-governamentais, para dotar o país de competências técnicas e humanas capazes de empreender os desafios do desenvolvimento nesta era da inovação e da globalização.

A ENG tem a sua sede na Praia, Santiago, e uma delegação em Mindelo, São Vicente.

Missão

A ENG tem por missão prestar um serviço público de qualificação dos cidadãos nas áreas de áreas da economia, finanças e gestão, ciências jurídicas e políticas, bem como em áreas pluri e interdisciplinares afins, com a observância dos critérios de excelência académica, relevância científica, tecnológica, cultural e profissional, em ordem a contribuir para o desenvolvimento sustentável de Cabo Verde. 

Visão

Em processo de atualização... 

Valores

A Escola de Negócios e Governação assume a missão, os valores e fins consignados nos Estatutos da Uni-CV, norteando as suas atividades académicas pelos princípios seguintes: 

  • A excelência no ensino e na investigação nas áreas de atuação da Escola, tanto no plano nacional como internacional;
  • O compromisso com o desenvolvimento sustentável e o equilíbrio ambiental;
  • A aposta na inovação tecnológica, no empoderamento das pessoas e no empreendedorismo;
  • A pluridisciplinaridade, a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade na abordagem dos processos de conceção curricular e dos projetos de formação;
  • A promoção da ciência e da tecnologia como fatores de desenvolvimento da economia verde e do progresso sustentável;
  • A prestação de serviços à comunidade nas áreas de conhecimento de economia, finanças e gestão, ciências jurídicas e políticas e emáreas pluri e interdisciplinares afins; 
  • A gestão pela qualidade, correlacionando processos e resultados, planeamento e avaliação, numa perspetiva de eficiência, eficácia e sustentabilidade das atividades desenvolvidas.