l

A Reitora da Universidade de Cabo Verde fez a abertura do V Seminário Internacional do Grupo de Estudos de Línguas em Contato (GELIC), que acontece esta quinta-feira, 5 e sexta-feira,6 no Auditório do Campus do Palmarejo.
O evento científico que congrega estudiosos do fenómeno das Línguas em Contacto, já na sua quinta edição, chega à Universidade de Cabo Verde, que celebra o "2014. Ano da Língua Cabo-Verdiana na Uni-CV".
Os congressistas chegam de universidades parceiras em países como Portugal, Brasil, Alemanha, França, Estados Unidos, para em intercâmbio com os estudantes e docentes-investigadores da Uni-CV descreverem aspetos gramaticais do cabo-verdiano e do português falado em Cabo Verde, bem como, refletirem sobre as consequências sociais, políticas e linguísticas do contacto que as línguas nacionais de Cabo Verde, ou seja, o cabo-verdiano e o português, mantêm entre si e com outras línguas que com elas coexistem neste contexto.
Na abertura deste V Seminário Internacional do GELIC, a magnífica Reitora, professora Doutora Judite Nascimento, deu as boas-vindas aos congressistas e congratulou-se com o facto de que, pela primeira vez, o Seminário Internacional do Grupo de Estudos de Línguas em Contato transpôs as fronteiras do Brasil e, rumo à sua internacionalização, chega à Universidade de Cabo Verde. Abre-se assim "uma nova etapa da sua internacionalização que começa num estado-arquipélago vocacionado para os contactos entre mundos que até então se desconheciam", afirma a Reitora acrescentando que "este fenómeno é tão familiar ao nosso contexto nacional que, bem se pode dizer, nem o percebemos enquanto tal, um fenómeno. Mas é-o e, como fenómeno é objeto de estudo científico de diversas áreas das ciências.

JuditeNascimento
 

Discurso da Magnífica Reitora, na abertura do V Seminário GELIC - Grupo de Estudos sobre Línguas em Contacto

Pin It