montagem protocolo curadoria

A Universidade de Cabo Verde e a Curadoria da Cidade Velha assinaram um protocolo de parceria esta quinta-feira, dia 27 de janeiro, no Campus do Palmarejo.

O acordo, que foi assinado pela Reitora da Universidade de Cabo Verde, a professora Doutora Judite Medina do Nascimento, e o Curador da Cidade Velha, o Doutor Jair Fernandes, prevê a promoção da investigação científica entre as duas instituições, tal como preservação e valorização do legado histórico-cultural que é a Cidade Velha.

“Este protocolo foi fruto de uma longa negociação e é de extrema pertinência”, afirmou a Reitora da Uni-CV. “Juntos conseguiremos mais”, referiu-se ainda aos projectos de investigação internacional em que está envolvida a Cidade Velha e a Uni-CV.

No âmbito da assinatura, foi feito um balanço da 2ª edição do curso livre de Herança da Escravatura em Cabo Verde, iniciado em novembro de 2014, pelo professor Baltazar Neves, que valorizou os pontos positivos da formação e o que poderá ser melhorado numa outra edição. A presidente do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, a professora Doutora Irene Cruz, fez o encerramento formal do curso que teve como última ação de formação uma visita de estudo “À descoberta de heranças da Escravatura na Cidade Velha”, onde foram identificadas as marcas deste período da história.

A segunda parte do evento iniciou-se com a conferência “Cidade Velha e Turismo nos Tempos Atuais”, moderada pelo Professor João Octávio Rocha Nascimento. O primeiro tema “Estudo de Impacto do Turismo na Cidade Velha”, foi apresentado pela Doutora Ana Samira Silva, representante da Curadoria da Cidade Velha e mestranda em Património, Turismo e Desenvolvimento da Uni-CV. O segundo tema “Educação Estética Ambiental no Contexto do Desenvolvimento Sustentável”, foi apresentado pelo Doutor Elter Carlos, doutorando em Filosofia e docente na Uni-CV.

A conferência foi concluída com a entrega dos certificados de participação a alguns dos estudantes que frequentaram a 2ª edição do curso livre sobre Heranças da Escravatura em Cabo Verde. O ato foi todo apresentado pela mestre de cerimónia a professora Nélida Brito.

Pin It