ciclo-palestra-minicurso-sobre-telenovelos.jpg

 

montagem_telenovelas.png

Leitorado Brasileiro Cabo Verde, integrante da Rede Brasil Cultural (Portal dos CCBs e Leitorados Brasileiros), realizou, de 25 a 31 de maio passado, o ciclo sobre o tema “Telenovelas Brasileiras”, enquadrado no âmbito das atividades de extensão da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes da Universidade de Cabo Verde e que contou com o apoio do Centro Cultural Brasil Cabo Verde.

O ciclo foi ministrado pelo Prof. Cidicley Miranda, professor de língua e civilização brasileira na Universidade François Rabelais de Tours, na região do Vale do Loire (França) e doutorando em Informação e Comunicação na Universidade François Rabelais, em Tours. O professor, bastante familiarizado com o tema, é Mestre pela Universidade de Toulouse II, em Audiovisual e Estudos de culturas e sociedades da América Latina e já trabalhou durante três anos como leitor de português – variante brasileira – na Universidade de Maurício (Programa da Rede Brasil Cultural – Rede de Leitorados e Centros Culturais Brasileiros).

A programação foi extensa, totalizando 08 horas, iniciando com um panorama da história das telenovelas brasileiras, uma palestra realizada no Centro Cultural Brasil Cabo Verde e seguiu com a consecução de 4 dias de minicursos, sobre as temáticas:

- Adaptações de obras literárias através das telenovelas brasileiras.

- A formação da identidade brasileira através das telenovelas.

- O merchandising social nas telenovelas.

- Séries e telenovelas: um novo contexto para a televisão brasileira.

O público, composto por estudantes das Graduações de Estudos Cabo-verdianos e Portugueses e Ciências Sociais da Universidade de Cabo Verde, ao preencher as fichas de avaliação do ciclo (atividade de extensão da universidade), felicitou o professor pela maneira de interação com os alunos, linguagem acessível, demonstrando completo domínio do assunto.

“Foi muito bom, aprendi muitas coisas que antes pensava que não passavam de diversão, mas agora vou encarar as telenovelas de uma outra maneira, prestarei mais atenção, principalmente nos temas retratados, que muitas vezes é um problema na sociedade cabo-verdiana”
“Desconhecia a história das telenovelas brasileiras e as adaptações literárias para a televisão”.
“Essa formação é muito importante principalmente por ajudar os alunos a terem a capacidade de não só conhecer um determinado assunto, mas poder criticá-lo”.
Depoimentos de participantes do ciclo

Devido ao grande impacto das telenovelas também na realidade cabo-verdiana, foram discutidos durante o ciclo, de forma crítica, os temas veiculados pelas novelas e as estratégias utilizadas pelos canais para a sua promoção.

Resumo sobre o tema, pelo Prof. Cidicley Miranda

Desde os anos 1950, os Brasileiros têm o hábito de acompanhar todos os dias as telenovelas, um subgênero do romance-folhetim do século XIX que ganhou um espaço privilegiado na grade de programação da televisão brasileira. Desde a extinta TV Tupy à atual TV Globo, as telenovelas, graça a sua linguagem bem popular, respondeu às demandas de uma população que as tem como a maior referência da nossa ficção televisiva. A partir dos anos 1970, as telenovelas se consolidaram como referencial para ditar modos do cotidiano brasileiro. Seus personagens são, frequentemente, imitados pelo público chegando ao limite de serem confundidos com pessoas reais.

No final dos anos 1980, a TV Globo – uma das mais poderosas produtoras de telenovelas do mundo – soube dominar este tipo de linguagem romanesca para mobilizar a população brasileira a se engajar em certos movimentos sociais em voga. Alcoolismo, drogas, violência contra mulheres e idosos, corrupção, crianças desaparecidas, reforma agrária, alfabetização de adultos, doação de medula óssea, mães de aluguel foram alguns dos temas que, além de causar polêmicas, tiveram fortes mensagens de sensibilização e conscientização para estas questões. Em alguns casos, o impacto da mensagem encenada pelos personagens das telenovelas era tal que manifestações públicas foram organizadas sob o comando da própria TV Globo. Pessoas ganharam as ruas em resposta ao apelo da mensagem de uma ficção cada vez mais próxima da realidade. Tal movimento, várias vezes, colocou em questão o papel do Estado que, claramente, perdia um dos seus papéis principais dentro da sociedade.

Além do seu poder de mobilização, as telenovelas foram e são umas das bases da construção de uma identidade brasileira. Elas são inegavelmente um dos principais produtos culturais brasileiros que foi exportado no mundo inteiro fazendo um retrato de nossa cultura e sociedade. Muitas obras literárias tornaram-se populares graças às adaptações novelísticas, efeito direto do uso de uma linguagem mais acessível e fácil – própria do formato folhetinesco.

 

Ciclo de Palestra e Minicursos sobre telenovelas brasileiras

cartaz-telenovelas.jpg

Pin It