A Extensão Universitária é entendida como um processo educativo, cultural e científico, que articula o ensino e a investigação para a produção e a disseminação do saber universal, contribui para o desenvolvimento social, cultural e económico de Cabo Verde e viabiliza a relação transformadora entre a Universidade e a Sociedade.

As ações de Extensão Universitária devem procurar promover o diálogo e a interação com a comunidade, para que o ensino e a investigação sejam fundamentados e integrados na realidade social, numa perspetiva interdisciplinar e crítica, contribuindo para a capacidade de desenvolver tecnologia e inovação, transferência de conhecimento, além de fomentar ações indutoras de mudança e ou transformações sociais.

As ações de Extensão Universitária poderão envolver tanto a comunidade interna da Uni-CV (estudantes, docentes e não docentes) como a externa a ela, desenvolvendo-as preferencialmente de modo interdisciplinar e ou multidisciplinar e em consonância com a missão e os objetivos da Uni-CV, sob a forma de Programa, Projeto, Evento, Curso, Prestação de Serviços e Publicação.

Plano de Actividades



cartaz-horizontal.jpg

 

A Universidade de Cabo Verde tem o prazer de anunciar o VI Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países e Comunidades de Língua Portuguesa a decorrer no Mindelo, Ilha de São Vicente, de 22 a 25 de Março de 2021.

A programação contará com a multiplicidade de olhares que cruzam com o campo da Educação Ambiental dos países, regiões e comunidades falantes da língua portuguesa, fortalecendo o debate  sobre o tema “OCEANO, LUSOFONIA e EDUCAÇÃO AMBIENTAL: CAMINHOS DE ESPERANÇA PARA UMA TRANSFORMAÇÃO SÓCIO-ECOLÓGICA NA CPLP”.

Contamos com a vossa participação e aguardamos as inscrições e envio de resumos.  Mais informações na página do congresso:

 


As II Jornadas da Língua Portuguesa no Mindelo são organizadas pelo Camões- Centro de Língua Portuguesa no Mindelo, em parceria com a Universidade de Cabo Verde e a Delegação do Ministério de Educação de São Vicente e são financiadas pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P..

Nestas II Jornadas da Língua Portuguesa haverá lugar à apresentação de comunicações que deem conta de investigação realizada, de estratégias levadas à prática e de projetos desenvolvidos no quadro do tema geral “Práticas de Escrita | Percursos didáticos e literários”.

Num ambiente escolar e universitário com cultura de investigação, experimentação e inovação, as II Jornadas da Língua Portuguesa surgem como um momento de encontro e de reflexão colaborativa, conciliando abordagens teóricas e práticas pluridisciplinares com a complexidade da produção escrita.

Uma reflexão sobre a escrita e as suas particulares condições de produção, na academia e para além dela, parte, necessariamente, das diferentes dimensões já identificadas por professores e investigadores. Trata-se de uma prática complexa, afetada por fatores de natureza muito diversa, conteúdo escolar e académico encerrando um elevado grau de dificuldade e, simultaneamente, instrumento transversal ao curriculum, determinante para o sucesso escolar e académico com implicações no desempenho dos estudantes em termos de aquisição, elaboração e expressão do conhecimento.

Entidade sócio discursiva, forma de ação social, descrito tantas vezes como trabalho árduo e solitário, não raras vezes produtor de inibidoras sensações de fracasso, o ato de escrever é também o ato de falar a uma multidão falando sozinho, prazeroso momento de liberdade e de criatividade, capaz de “tornar verdadeira a verdade” (Herberto Helder) e de “reproduzir o irreproduzível” (Clarice Lispector).

Pretendemos, por isso, articular uma abordagem reflexiva de partilha de experiências e práticas pedagógicas, de discussão e adoção de hipóteses de trabalho, estratégias, procedimentos e recursos didáticos, com práticas de mediação literária, oficinas de escrita criativa, encontros com escritores e editores.

Assim, convidam-se professores, investigadores, formadores, dinamizadores, editores e escritores a apresentarem propostas de comunicação que se enquadrem nos seguintes temas e subtemas:

  1. Práticas de escrita em contexto escolar e/ou académico:
    • Condições de produção escrita e características formais (competência linguística e competência comunicativa; heterogeneidade composicional dos textos escritos; dicotomia norma/uso).
    • Metodologias pedagógicas e ferramentas didáticas.
    • Modalidades e instrumentos de avaliação da produção escrita.
  2. Práticas de escrita em ambiente digital:
    • Multiplicidade de usos que as tecnologias digitais podem assumir no quadro de uma didática da língua orientada pelos princípios do plurilinguismo, do multiculturalismo e do socio construtivismo.
    • A escrita colaborativa em espaços digitais e a criação de e-books.
  3. Práticas de escrita em diálogo interdisciplinar:
    • A escrita como aprendizagem multirepresentacional.
    • Escrita e domínio da abstração, simbolização e associações transmodais.
  4. Práticas de escrita e representações culturais.
    • Potencialidades do texto como construção histórica, social, cultural e linguística.
    • Educação e comunicação intercultural.
    • O mérito do conteúdo e a qualidade da forma.
    • Práticas de mediação literária.

 

Modalidades de apresentação:

  • Apresentação individual de artigo;
  • Oficina de criação / apresentação de conteúdos pedagógicos.

O programa contempla conferências e painéis com debates; apresentação de comunicações, momentos práticos de reflexão e partilha em oficinas de formação.

Normas de submissão das propostas:

  • Os resumos das propostas de trabalhos a apresentar nas II Jornadas da Língua Portuguesa no Mindelo devem ser enviados até ao dia 5 de setembro de 2020 para o e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

 

Os resumos das propostas de comunicação devem contemplar uma breve biografia do autor; a descrição do trabalho/projeto a apresentar (máximo de 1500 caracteres); informação sobre o contexto em que foi desenvolvido e os resultados alcançados.

As II Jornadas da Língua Portuguesa abrem também as portas à apresentação de novos materiais pedagógicos em Língua Portuguesa (livros, manuais, ferramentas didáticas, plataformas digitais, entre outros). Para apresentação ou inclusão deste material no encontro, deve enviar uma breve descrição para o e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. até ao dia 15 de setembro de 2020.

Informações complementares poderão ser encontradas na página eletrónica do Camões – Centro de Língua Portuguesa no Mindelo.



CARTAZ-CONFERENCIA-final-ultimo (1).png



Cartaz Webinar ECAA.jpg

Programa

 



rede alumni Facebook.jpg



116360133_3120646341317298_6583442870161746752_o.jpg

Link para ingressar no webinar Internacional



Relações-P (1).jpg


Qua. Jul. 29, 2020 @ 6:00PM



110203564_784817842279407_727410074715913452_n.png



cartaz-webinar (1).jpg



22-de-julho.png



21-de-julho.png



desenvolvimento_local_.jpg

Universidade de Cabo Verde tem a honra de convidar a V. Excia a tomar parte na sessão solene de abertura oficial do Curso de Especialização em Desenvolvimento Local e Agenda 2030 e na aula inaugural a ter lugar na  segunda-feira, dia 20 de julho, a partir das 15H30, via plataforma ZOOM.

 

A Sessão Solene da Abertura contará com a presença do Vice-Primeiro Ministro e Ministro das Finanças, Olavo Correia, da Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento, do Representante das Nações Unidas, Opia Kumah, e da Encarregada de Negócios da Embaixada do Luxemburgo, Ángèle da Cruz.

 

Link abertura do curso


20-JULHO.png



dia-17-de-julho.png



Sustentabilidade_ensino_superior.gif

É já amanhã, 16 de julho, a última sessão desta primeira edição do Ciclo de Conversas "Mudanças e Intervenções em tempos de Pandemia". Estarão a debater o tema “A SUSTENTABILIDADE DO ENSINO SUPERIOR EM TEMPOS DE PANDEMIA”, os/as ilustres convidados/as: Sua Excelência o Sr. Digníssimo Vice-Primeiro-Ministro e Ministro das Finanças, o Dr. Olavo Avelino Garcia Correia, Sua Excelência o Sr. Secretário de Estado para a Educação, o Dr. Amadeu Cruz, a Magnífica Reitora da Universidade de Cabo Verde, a Professora Doutora Judite Medina do Nascimento, o Magnífico Sr. Reitor da Universidade Jean-Piaget de Cabo Verde, o Professor Doutor Wlodzimierz Szymaniak e a Magnífica Reitora da Universidade Técnica do Atlântico, a Professora Doutora, Raffaella Gozzelino, que fará a sua intervenção a partir de Portugal.
O professor Doutor Silvino Lopes Évora (FCSHA/Uni-CV) irá moderar este fórum.
Para esta sessão excecionalmente, começaremos às 16h00 (fuso horário de Cabo Verde).
Começamos e vamos fechar com “CHAVE DE OURO!”.
CIGEF e Coordenação de Graduação em Ciências Sociais (FCSHA), sempre caminhando de mãos dadas na produção e difusão do conhecimento! Agradecemos ao UNFPA pela parceria. Nossa gratidão a todos/as que acompanharam o CIGEF desde o início. Um bem-haja!

A conferência vai ser transmitida pela plataforma de Microsoft Teams, através do link aqui



LIVE OF dia 17.jpg


Sex. Jul. 03, 2020 @ 6:30PM



Intelegencia_relacional (1).jpg

Como a pandemia está impactando os relacionamentos humanos em todas as esferas da vida, no trabalho, na educação e na gestação do futuro. Está questão será dissecada pelo professor Doutor Homero Reis.  

Para acessar o link da sala de conferência.

 



Cigef25-.jpg



Empremar.jpg

Cartaz-empreamar.jpg

A Universidade de Cabo Verde vai assinar um contrato de desembolso do capital semente aos empreendedores selecionados na 1ª fase do Programa Empreamar Cabo Verde. O ato terá lugar na segunda-feira, dia 22 de junho, às 9:30mn, na sala de reuniões da Reitoria, no Plateau. 

O contrato, a ser rubricado pela Magnífica Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento, e os empreendedores selecionados em fases anteriores, tem como objetivos acelerar a criação das empresas e apoiar financeiramente os empreendedores para efetivarem os seus negócios.

Nesta fase quatro das oito iniciativas receberão “capital semente” de, no máximo 10.000 euros, dos quais 75% serão a fundo perdido e 25% sob a forma de crédito, sem juros, a ser reembolsado, com um período de carência de três anos após o início das atividades. O capital reembolsado será utilizado nas próximas edições visando contribuir para a sustentabilidade do projeto Empreamar Cabo Verde.

PastPex (Maio), Progreen-Cultivo de microalgas (São Vicente), Cidália pesca (Santiago) e Plataforma Turístico e Comercial (São Vicente) são os projetos selecionados para receber a capital semente, no âmbito do programa de Empreamar CV, financiado pela cooperação Espanhola.

O Empreamar Cabo Verde é um programa de Empreendedorismo para o setor marítimo no país, que pretende a inovação para o desenvolvimento sustentável das comunidades costeiras de Cabo Verde. Em termos gerais, o programa visa contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas que dependem da economia marítima através da implementação de soluções inovadoras.



assentamentos.jpg



thumbnail_IMG_1026 (1).jpg



mercado trabalho a4987



ee5a4fb5db4ff7e643ad645f80c89d17_350x191.jpg

Cigefsite 66701pessoas depentens bcea6


Qua. Jun. 03, 2020 @ 6:30PM



Intelegencia_relacional (1).jpg



Family-Quotes-1.jpg

cigef_unicv.jpg



Captura de ecrã 2020-05-08, às 15.08.11.png

Face ao Estado de Emergência Nacional, derivado do COVID19, a Universidade de Cabo Verde cria o MOVIMENTO DE APOIO AO ESTUDANTE, abreviadamente, designado MAE. 

Sob o lema #abracemosJuntos, o MAE UNICV visa apoiar os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconómica, tendo como finalidade última o acompanhamento das atividades letivas, em regime de funcionamento à distância. 

Para que todos possam continuar os seus estudos, o MAE Uni-CV decorre de 15 de abril a 15 de maio de 2020.

Toda a comunidade académica, pessoal docente não docente, é convidada a aderir a este movimento, contribuindo financeiramente com meio-dia do seu salário (2,5%) e/ou através de géneros de primeira necessidade. O nosso convite é extensível todas as instituições parceiras e/ou amigas da Uni-CV, bem como a sociedade cabo Verdiana, no país e na diáspora.

A contribuição financeira pode ser feita através de transferência bancária, para a conta da Caritas de Cabo Verde, devendo cada contribuinte preencher a ficha do doador, disponível através de https://bit.ly/maeunicv

(OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO DA FICHA DO DOADOR) conforme os dados bancários abaixo:

 

NIF:573702101/BCA 82508007

NIB-0003000082508007 101 76

IBAN- CV6400030000 82508007.101 76

SWIFT- BCATCVCV

Identidade: Diocese Santiago Cabo Verde

 DOAÇÕES ATRAVÉS DE TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA AQUI https://bit.ly/maeunicv

(OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO DA FICHA DO DOADOR)

 PARA MAIS INFORMAÇÕES: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.



A Canção Cabo-verdiana em Língua Portuguesa na Aula de LP.png