103801080_3111412515563641_3528447951691555_o.jpg

A Universidade de Cabo Verde rubricou um protocolo com o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), no dia 9 de junho, no palácio do Governo, para conceção e realização de cursos no sector da cultura. 

O protocolo foi assinado pela Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento, e pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, com vista a definir as linhas gerais de cooperação e colaboração entre a Universidade de Cabo Verde e o Ministério da Cultura e das indústrias criativas, para conceção, organização e realização de cursos estruturantes para o sector da cultura em Cabo Verde.

No ato da assinatura do protocolo, o Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas afirmou que “não há futuro da cultura sem a formação e sem a sua formalização e que a sua formação não está dependente apenas do Ministério da Cultura, e que é na parceria, conhecimento, investigação, formação dos vários níveis que se pode formatar, que está o futuro do nosso sector”. Afirmou ainda que o MCIC acredita “no projeto da Universidade de Cabo Verde com firme convicção. A Universidade de Cabo Verde é uma instituição de força, de caráter, de carisma, enraizada na sociedade cabo-verdiana e com certeza será uma instituição de referência internacional a nível africano, nos próximos anos”. 

As duas instituições comprometeram-se em promover uma parceria ativa, através de conceção, organização e implementação de atividades direcionadas aos agentes artísticos e culturais nomeadamente, através da criação de cursos de formação profissional ou superior, realização de seminários, “workshops”, e atividades promotoras do desenvolvimento do setor artístico e cultural. A Uni-CV e o MCIC vão trabalhar juntos no desenvolvimento de projetos de pesquisa em educação artística e cultural que versam temáticas de interesse para a qualificação dos recursos humanos do MCIC e da Uni-CV, assim como em outras instituições ligadas ao setor das artes e da cultura.

Por sua vez, Judite Medina do Nascimento avançou que a Uni-CV irá ministrar “cursos modulares que poderão servir de plataforma para que esses agentes adquiram competências básicas que possam, quem sabe, no futuro, incidir sobre formações de âmbito ainda mais elevado. Iniciando com cursos modulares, com créditos que possam vir a ser acumulados e integrados em ciclos de estudo, com o tempo, cursos profissionalizantes e, quem sabe, no futuro, licenciaturas ou níveis mais elevados”. 

A iniciativa enquadra-se no projeto pro-cultura e conta com a parceria da Embaixada de Portugal. 

 

Obs: Imagens da página ofical do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas

Pin It