casaciencia.png A Universidade de Cabo Verde em Mindelo, através da Casa da Ciência do Mindelo (CdCM), recebeu entre 9 e 11 de Setembro a formação Lab-in-a-Box com vista a promover o ensino experimental nas escolas.

Foram abrangidos com a formação um total de 32 professores de físico-química do 1º e 2º ciclos do Ensino Secundário das ilhas do Barlavento.

Conforme Rodrigo Abreu, do Instituto Gulbenkian Ciência em Oeiras e coordenador do projeto Lab-in-a-box, “esta formação tem como público-alvo final os alunos para que possam desenvolver o espírito crítico e coloquem as “mãos na massa”, atuando, neste caso, os professores como intermediários. Ou seja, a formação é ministrada aos professores para que depois utilizem os conhecimentos adquiridos dentro da sala de aula”.

Destacou ainda que a grande vantagem deste pacote de provas reside “no caráter acessível das experiências e com recurso a materiais presentes no nosso quotidiano” o que permite ultrapassar muitas limitações que por vezes são sentidas no processo do ensino prático da física.

Evandro Nobre Dias, Professor do Liceu Ludgero Lima, um dos formandos, louvou a iniciativa e realçou a importância da formação para melhorar a qualidade do ensino de uma forma prática, principalmente pela aprendizagem de um conjunto de experiências que podem ser realizadas a partir de coisas simples e acessíveis no dia-a-dia. O mesmo ficou com a convicção de que “tendo em conta as limitações ao nível laboratorial em muitas escolas esta formação constituiu uma  mais-valia para todos os formandos envolvidos”.

Para a Casa da Ciência do Mindelo, de acordo com a sua Diretora Científica, Alexandra Delgado, a colaboração com este Projeto foi uma vantagem, pois, permitiu a participação e formação da sua estagiária/monitora, bem como, a manutenção de diversas experiências da “Exposição Física no dia-a-dia”. Deste modo, conclui, portanto, que esta foi uma oportunidade enriquecedora e que contribuirá bastante para o funcionamento da CdCM nos próximos tempos.

O Lab-in-a-box foi implementado pela primeira vez em 2016 na cidade da Praia através de uma formação na área da biologia e ecologia, trouxe ao Mindelo cerca de 70 experiências todas feitas com materiais de baixo custo e facilmente substituíveis e com um conjunto de quase 100 experiências ao nível de protocolos para que os professores abrangidos pela formação pudessem reproduzir nas aulas – ensino experimental. Em 2017  ministrou-se a primeira formação na área da física também na cidade da Praia.

Pin It