A Universidade de Cabo Verde e a Associação Cabo-verdiana de Ecoturismo (ECOCV) assinaram, na segunda-feira, 6 de maio, um protocolo para promover a articulação entre a teoria e a prática na pesquisa científica e monitorização da biodiversidade, desenvolvimento sustentável das comunidades locais e capacitação de estudantes da Uni-CV e membros da sociedade civil, otimizando a formação e o desenvolvimento institucional das partes de uma forma integrada.

Assinatura de protocolo com ECOCV.jpg

O protocolo foi assinado pela Reitora da Uni-CV, Judite Medina do Nascimento, pela Presidente da ECOCV, Melisa Alves da Graça e pela Vice-Presidente, Edita Magileviciute, na sala de reuniões da Reitoria.

"Para a Universidade de Cabo Verde esse protocolo é, realmente, mais uma oportunidade para estreitar laços com uma associação nacional que desenvolve atividades no domínio da conservação, pois sabemos que os nossos ecossistemas são vulneráveis, não só os da zona costeira, mas de uma maneira geral são vulneráveis. É necessário que haja uma parceria interinstitucional para que, em função das atribuições e competências de cada instituição se possam criar sinergias e identificar espaços que possam vir a beneficiar estatuto de património a ser conservado para que as gerações futuras tenham oportunidade de beneficiar do privilégio que é a biodiversidade que temos em Cabo Verde", afirmou a Reitora da Uni-CV.

No quadro da cooperação entre as duas entidades compete à Uni-CV: a conceção, organização e realização de cursos em condições vantajosas para as ambas partes, partilha de conhecimento científico através de documentos e publicações nas áreas de interesse comum.

[000564].jpg

Da parte da ECOCV prevê-se o acolhimento, nas suas instalações, de estudantes da Universidade de Cabo Verde para a realização de estágios (curriculares e profissionais), a disponibilização de dados e profissionais competentes para a orientação de estágios, com respeito pelo sigilo profissional e sem afetar as suas funções, partilha de equipamentos de investigação para a realização de trabalhos de campo e desenvolvimento de propostas de financiamento para pesquisa nas áreas da biodiversidade, educação e atividades de desenvolvimento comunitário.

No fim da cerimónia de assinatura do Memorando de Entendimento a Presidente da ECOCV afirmou que será uma forma de mostrar que os estudantes da Uni-CV têm capacidade para fazer bons trabalhos - “Nós já temos essa experiência e ficamos encantados com o trabalho feito por eles. Será, também, uma oportunidade para conhecermos a Universidade de Cabo Verde”.

Pin It