monragem coloquio 150 anos liceu seminario snicolau

A Universidade de Cabo Verde, através da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes, celebrou os 150 anos do Seminário Liceu de São Nicolau com a realização de um colóquio sobre o tema "A instituição: seu papel na formação religiosa e contributo para a consolidação da identidade cultural cabo-verdiana" no dia 3 de julho, na sala Multiusos do Palácio da Presidência da República.

O evento contou com a participação da Reitora da Uni-CV, profª Doutora Judite Medina do Nascimento, o Presidente da República, Dr. Jorge Carlos Fonseca, o Ministro da Cultura e Indústrias Criativas, Dr. Abrãao Vicente, o Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava, Dr. Pedro Morais, e o Presidente da Câmara Municipal do Tarrafal de São Nicolau, Dr. José Freitas de Brito.

O evento foi apresentado pela docente da Uni-CV, profª Nélida Brito, e a abertura iniciou-se com o professor Lourenço Gomes que contextualizou o evento e agradeceu as parcerias que permitiram a realização do colóquio. A sua intervenção foi seguida pelo padre Constantino que categorizou o colóquio como “elevado” e “extraordinário” por obrigar São Nicolau a sair do seu espaço físico.

“Ter sempre presente este património deverá ser uma obrigação de todos”, referiu.

A Reitora da Uni-CV salientou: “Este evento em concreto tem um sabor especial”, explicando a sua importância por se referir a uma instituição que assumiu o papel de base que levariam muitos cabo-verdianos à formação, independentemente da sua classe social, e posteriormente a ter a possibilidade de continuar os estudos noutras instituições internacionais e beneficiar da ascensão social.

“O rigor da formação marcou uma geração de brilhantes cabo-verdianos”, apontou o Ministro da Cultura.

O Presidente da República avaliou o Liceu Seminário de São José de São Nicolau como uma das instituições mais importantes em Cabo Verde.

O colóquio prosseguiu com dois painéis: “Percurso do Seminário Liceu de São Nicolau e Valor simbólico do respectivo complexo arquitetónico” e “Uma instituição vocacionada para a difusão do saber, da formação religiosa e construção da identidade cultural”.

Foram apresentados temas por vários docentes da Uni-CV, os profs. Doutores Cláudia Beato, João Lopes Filho e Rui Pereira. O evento foi encerrado pela presidente da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes, profª Doutora Cristina Pires Ferreira, e pelo coordenador da área disciplinar de História, Filosofia e Gestão do Património Cultural (HFGPC) da Uni-CV, prof. Rui Pereira.

O projecto foi organizado pela Coordenação da área disciplinar de HFGPC da Universidade de Cabo Verde e contou com os apoios da Presidência da República, Ministério da Cultura e Economias Criativas, Câmara da Ribeira Brava e Câmara de Tarrafal de São Nicolau.

 

Uni-CV realiza Colóquio dos 150 anos do Seminário Liceu de S. Nicolau

A Universidade de Cabo Verde, através da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes, vai celebrar os 150 anos do Seminário Liceu de São Nicolau com a realização de um colóquio sobre o tema "A instituição: seu papel na formação religiosa e contributo para a consolidação da identidade cultural cabo-verdiana". O evento vai ter lugar no dia 3 de julho, segunda-feira, na sala Multiusos do Palácio da Presidência da República, com início às 9h00, e será presidido pelo Presidente da República de Cabo Verde.

O colóquio contará ainda com a participação do Ministro da Cultura e Indústrias Criativas, Reitora da Universidade de Cabo Verde, o Presidente da Câmara Municipal da Ribeira Brava e o Presidente da Câmara Municipal do Tarrafal de São Nicolau.

O Seminário-Liceu de Cabo Verde fundado em 1866/67, na Ilha de S. Nicolau, foi um estabelecimento que, durante muito tempo proporcionou a formação religiosa e estudos no campo das humanidades em geral, participando, de forma indelével, na consolidação da identidade cabo-verdiana.

A sua criação marcou a ilha e Cabo Verde para a posteridade, visto que por lá passaram, seja como formadores, seja como formandos, personalidades que deram um contributo inestimável para a formação religiosa e cultural dos Cabo-verdianos, tendo impulsionado o surgimento de grandes homens letrados em todo o Cabo Verde.

Encerrado em julho de 1917, ficou o seu registo como uma das instituições mais marcantes de Cabo Verde, pois dela, tal como reza a literatura, partiu a luz que mais, intensamente, iluminou estas ilhas, exercendo um papel precursor e propulsor da missionação, da arte literária bem como de transformações socioculturais e identitárias.

O colóquio pretende abordar estes temas com conferencistas da Uni-CV, Uni-Piaget e vários interlocutores de diversas organizações sanicolauenses.

coloquio.png

Cartz-150ano_seminario-copy.png

Programa do evento

Pin It